13 de março

manifestacoes-psdb-aecio-alckmin-aloysio

Um dos organizadores do movimento, não sei dizer se o único, é o MBL, que segundo a Folha de S.P guardou aquele lugar VIP para os nossos queridos amigos do PSDB (entre eles Geraldo Alckmin e Aécio Neves). Começo a questionar quão válida é a manifestação quando seus organizadores apoiam a presença de corruptos – em uma manifestação que pede o fim da corrupção). Chega a ser mais inquietante a convicção com que foram até a Paulista.

Continuar lendo

Lula e a mídia

FILES-BRAZIL-POLITICS-CORRUPTION-LULA

O dia 04 de março começou com helicópteros rondando a cidade, a família comentando de ruas fechadas e mudança de itinerário dos ônibus. Por ironia do destino moro do lado do Instituto Lula e sem ao menos abrir um jornal, o facebook ou mesmo ligar a TV já sabia que a coisa não estava indo bem para alguém. Não foi um dia fácil para ninguém. Dia em que Lula deixou de ser intocável e passou a ser vitimado, perseguido ou até mesmo a ter o que merece. Como preferir.

Continuar lendo

Sempre é tempo

AmericaLatina_550_21

Na transição do século passado para este a esquerda se mostrou presente e capaz de alcançar o poder através das vias democráticas. A América Latina esteve e ainda está dominada por governos com essas tendências.

Continuar lendo

Um furo no futuro

Revelador-estudio-La-gente-prefiere-ignorar-los-problemas-sociales

Um certo dia uma pessoa querida expôs uma nova perspectiva: que uma grande parte daqueles que pedem a volta da ditadura são de classe baixa e a pedem por que desejam se sentir seguros. Tenho conhecimento também que muitas pessoas alegam que se sentiriam mais seguras com o aumento de policiais nas ruas ou com a diminuição da maioridade penal.

Continuar lendo

Step by step

Tempo de Leitura: 2 min

Julieta Risso


A paciência, praticada, pode nos valer de bons resultados. Alguns que vamos presenciar e outros que não.

Continuar lendo

Diálogos

Tempo de leitura: 3 minutos

Julieta Risso

Neste momento não há nada além da atitude que ela teve. O que importa é a clareza, a cara de pau, a falta de empatia e, principalmente, a divisão que causou no país. Cristina Fernández de Kirchner não entregou a faixa e o bastão ao seu sucessor Mauricio Macri, como manda a tradição. Se recusou a realizar a ação e ainda orientou a seus fiéis que não comparecessem à cerimônia de assunção do seu opositor.

Continuar lendo

“Ocupar e resistir”

Tempo de leitura: 5 minutos

Julieta Risso

Adiar o fechamento das escolas estaduais foi uma ação protecionista. No mesmo dia o Datafolha publicou que 28% apoia o governo do eleitorado apoia o governo Alckmin. E podemos dizer, e eles se vangloriarem, que o mérito é dos secundaristas.

Continuar lendo